Perfeito! Obrigada por sua mensagem, entraremos em contato em breve.

 

O que me leva a escrever, querida leitora , é apresentar a possibilidade de te trazer conhecimentos e inspirações.

Dia 19/05/2018 aconteceu o casamento real da atriz Rachel Meghan Markle, de 36 anos com o neto da rainha Elizabeth, Harry de 33 anos , na Capela de São Jorge, no Castelo de Windsor, eu tive o prazer de turistar por lá em 11/2009 ,me lembro dos detalhes da visita na Capela, um frio, uma garoa, era final de outono, as folhas forravam o chão, experiência inesquecível. Olha lá na foto eu e meus filhotes, visitando o castelo aonde foi realizada a cerimonia.

 

Processed with VSCO with g6 preset

Processed with VSCO with g6 preset

Nos trajes muita pompa e suntuosidade, todos os convidados receberam um “press release” do Royal Communications, um  relatório com 7 páginas para o código de vestimenta e regras.

 

Eu me coloco no lugar dos convidados, assim caso eu tivesse recebido esse convite, quanta pretensão, mas o que usar em um momento tão solene?

E a roupa? O que colocar na cabeça? Fazer um penteado? Prender o cabelo? Os Voilette, casquete e o fascinator são obrigatórios , mas quais as diferenças entre eles?

Ser destaque nesse momento definitivamente não é uma boa idéia. A noiva sim que precisa estar com os olhares e holofotes voltados para ela. Então para entender um pouco sobre as escolhas dos convidados, noiva e familiares fomos em busca de informações.

Para nós mulheres a altura dos vestidos e saias no joelho ou um pouco mais abaixo, salto baixo, evitar decotes e peças curtas, as joias e acessórios são discretos e imprescindível voilette, casquete, fascinator. E você sabe qual a diferença entre eles?

 Veja na foto das convidadas.

Processed with VSCO with g6 preset

Então, tecnicamente falando, veja quais são as diferenças básicas entre eles:

Casquete 

Com origem militar nos anos 40. É aquele pequeno chapéu sem abas, redondo ou oval, estruturado e geralmente usado na lateral da cabeça. É mais comum e usado a noite e somente como adorno, pois não tem uma função como o voilette.

Voilette

Comum nas décadas de 1910 a 1940, a voilette era usada como proteção contra poeira e sol. É, basicamente, aquele véu que cobre o rosto, parte dele ou apenas um detalhe de véu envolvendo uma pequena parte da cabeça. O véu sempre aparece em conjunto com um chapéu, ou qualquer outro acessório de cabeça, até mesmo fixada apenas no penteado.

Acho um charme!!!, minha tiara da Minnie tem Voilette 😉

Fascinator

Fascinator? O que é isso? Bom, o fascinator é apenas um adorno de cabelo feito de plumas, penas e pedrarias. É comumente confundido com o casquete, mas a diferença está justamente no material. Pode ser usado de noite e de dia e seu tamanho varia de acordo com o gosto da noiva.

Mix

E de repente nos deparamos com modelos de fascinator / casquete/ voilette tudo junto!

Meghan priorizou suas escolhas nos dois vestidos que usou, conseguiu passar a imagem sobre seu estilo, e adequou seu biotipo. Os dois vestidos minimalista, elegante, no corte e no caimento são impecáveis. Ela foi autêntica! O primeiro vestido assinado por Clare Waight Keller, pela marca Givenchy, com 6 cortes e um véu é preso pela tiara de diamantes da rainha Mary, emprestada à sra. Markle pela Rainha. A tiara é inglesa e foi confeccionada em 1932, com o broche central sendo datado de 1893.”  O bracelete Cartier .O véu de tule de seda com 5 metros, todo bordado a mão, com flores tridimensionais, que simbolizavam 53 países, significando uma parte central do trabalho oficial de príncipe Harry e Sra. Markle, seguindo os compromissos de Sua Alteza Real como Embaixador da Juventude. Muito digno!!! Mais um detalhe os artesãos que trabalharam nesse bordado lavavam as mãos de 30 em 30 minutos para não sujar o véu, isso sim é alta costura, talvez o preço tenha chegado a R$500,000,00 mil reais. O segundo vestido com gola alta e ombros a mostra, e as costas também,  por Stella Maccartney.

Sua cunhada Kate Middlleton optou repetir o look que já tinha usado no batizado da Charlotte em 2015 (que esta estreava seu primeiro Givenchy 😉 ), e também repetiu o look no aniversário da rainha Elizabeth. Pode? Claro que sim !!! Ela mostra que diferentes acessórios na composição tornando o look diferente e que o consumo está bem consciente !!!!

Todas essas mudanças e aceitações, mostram a comunicação que a família real tem feito, exemplo disso, foi a pioneira Diana, brincando com seus filhos, levando para piqueniques e parque de diversões e rindo de suas travessuras, ela foi a primeira a fazer moda, somando com sua personalidade. Todos eles estão se adaptando/comunicando, para sobreviver às mudanças políticas e sociais, sem sair das questões morai. A rainha Elizabeth está pop, ousada, abusando de core vivas, usando óculos escuro e indo à desfiles de moda. 

   

 

E salve as renovações, porque moda é arte, é cultura, são adaptações e releituras dos comportamentos sociais.